A Oferta da Viúva Pobre!!

A Palavra de hoje fala de um dos momentos mais complicados na hora do culto – a oferta. Devemos estar com o coração aberto e aprender a dar o melhor para Deus. Ele tem o melhor para nós e devemos retribuir dando o melhor para Ele também. E nessa parábola Jesus nos mostra claramente que o momento de ofertar tem que ser o momento da nossa máxima adoração a Deus, onde reconhecemos o Quão Grande é o Senhor em nossas vidas.
“E sentando-se Jesus defronte da arca do tesouro, observava como a multidão lançava dinheiro na arca do tesouro. E muitos ricos depositavam muito. Vindo, porém, uma pobre viúva, lançou dois leptos, que valiam um quadrante. E chamando Ele os seus discípulos, disse-lhes: – Em verdade vos digo que esta pobre viúva deu mais do que todos os que depositaram ofertas na arca do tesouro; porque todos aqueles deram como ofertas de Deus daquilo que lhes sobrava; mas esta, da sua pobreza, deu tudo o que tinha para o seu sustento.”
(Marcos 12:41-43, Lucas 21:4)
E sentando-se Jesus defronte da arca do tesouro- Em um Templo tão grande, Jesus foi logo se sentar defronte a arca do tesouro. Ele quis mostrar a importância da oferta na adoração a Deus.
Observava como a multidão- O Senhor observava porque a hora da oferta é o momento máximo da nossa adoração e revela que tipo de adorador somos: fiéis e tementes como Abel, que Lhe apresentou o melhor, ou como seu irmão Caim, que apresentou oferta morta para Deus.
Lançava dinheiro- Nos tempos de Jesus, havia a oferta em forma de animais, para pagar dívidas de pecados, e a oferta em dinheiro, para manutenção do Templo e do serviço religioso. Ao morrer na Cruz, Jesus tomou o lugar dos sacrifícios imperfeitos e não há mais necessidade do sacrifício de animais. Mas a oferta em dinheiro continua sendo necessária para a manutenção da Casa do Senhor.
Lançou dois leptos-  Os leptos eram moedas de cobre ou bronze, cunhadas pelos próprios judeus desde cerca de 150 a.C. Valiam menos ainda no meio circulante, que dava preferência às moedas romanas e gregas.
Deu mais do que todos- Aos olhos de Deus aquela pobre viúva, sozinha, deu mais do que todos os outros ofertantes somados. Como isto é possível??
Poque todos aqueles deram…daquilo que lhes sobrava- A oferta para Deus não pode ser daquilo que sobra, ou daquilo que não faz falta, porque, se a oferta não tiver valor para a pessoa que dá, como o terá para Deus? O valor da oferta daquela viúva era maior do que todas as outras ofertas somadas porque não era feita de sobras ou trocos e, sim, de tudo o que ela possuía.
Mas esta, da sua pobreza, deu tudo o que tinha para o seu sustento- Isto prova e ensina três coisas:
1– Ninguém é demasiadamente pobre que não possa ofertar.
2– Até o pobre pode dar mais do que o rico.
3– A oferta tem de custar para o ofertante.
Jesus poderia ter dito à viúva: “Mulher, a sua oferta é tão insignificante para as enormes despesas deste Templo, que não fará a menor diferença. Este dinheiro é muito mais importante para você do que para o Templo. Fique com ele.” Jesus também poderia ter-lhe dito: ” Olhe, já que a senhora quer ofertar, vamos dividir: a senhora dá um lepto para o Templo e fica com o outro. Mas Jesus, mesmo sabendo que aquele era todo o seu sustento, recebeu a oferta da viúva. Porque a oferta é o maior ato de adoração do Ser Humano, desde que feito dentro deste critério.
Confirmando este princípio bíblico sobre o modo de ofertar, um dia o Rei Davi foi fazer a sua oferta. E um homem chamado Araúna, sentindo-se honrado com a presença do rei na sua propriedade, deu-lhe tudo o que seria necessário para ofertar: os animais e as lenhas. Mas o Rei Davi fez questão de comprar tudo aquilo e disse: ” Não oferecerei ao Senhor meu Deus holocaustos que não me custem nada. Comprou, pois, Davi a eira e os bois por cinquenta ciclos de prata.” (Salmos 24:24).
E ofertou ao Senhor. Deus recebeu aquela oferta e abençoou o povo, porque havia nela um grande custo envolvido. Toda oferta na Casa de Senhor precisa ter um grande valor para o ofertante. Porque, se não tiver valor para o ofertante, como o terá para Deus, que é o Possuidor de todas as coisas?
Quando a pessoa assim adora o Senhor, de maneira alguma passará por necessidade, porque Jesus disse: “Dai e ser-vos-á dado: boa medida, recalcada, sacudida e transbordante vos deitarão no vosso regaço. Porque com a mesma medida com que medis, vos medirão a vós. Pois mais bem-aventurada coisa é dar do que receber.” ( Lucas 6:38 e Atos 20:35b).
Fonte: O Evangelho Reunido
Juanribe Pagliarin
As Escolhidas
O e-commerce pensado para vestir a mulher cristã com as principais tendências da moda e peças que fazem o seu estilo.

Comentários

As Escolhidas

As Escolhidas

O e-commerce pensado para vestir a mulher cristã com as principais tendências da moda e peças que fazem o seu estilo.